Clique para ouvir o texto destacado! Distribuído por Discurso G
itenfrdeptes

Compartilhe nosso conteúdo!

Quando o Senhor criou os animais, olhou para eles e disse: «Vocês são realmente lindos: chifres, caudas, bigodes, pêlos, cascos, presas... Mas o que pensei ao fazer este zoológico? Agora está feito... Vou perguntar a todos que talento eles querem ter, para pelo menos não terem que reclamar disso. Vamos começar com esse caracol: o que você quer?

"Quero uma casa confortável que possa levar sempre comigo." “Tome a casa”, disse o Senhor e deu à luz a concha acima da protuberância.

«Agora passemos ao cavalo: o que você pergunta?».

«Velocidade, Senhor, porque gosto de correr».

“Você ficará satisfeito”, disse Deus, e deu-lhe velocidade.

«Agora vamos ouvir o que o leão quer...».

"A força".

«E vamos lá, percorra o mundo à força. Agora é a vez da raposa."

«Como já não há força nem velocidade, gostaria de atrevimento, porque me parece uma boa qualidade».

Mas enquanto o Senhor procurava o descaramento no cesto das virtudes, passou a mosca e pegou-a e não teve como fazê-lo devolvê-la.

«É bom que um animal pequeno tenha descaramento, peça-me, raposa, outro presente».

«Dê-me inteligência então...»

"Desculpe, o homem já tinha isso."

"A sabedoria...".

Mas quando eles se viraram a coruja já estava voando carregando-a no bico.

“Isso também se foi”, disse o Senhor.

"Dê-me astúcia então, mas eu quero muito."

Então o Senhor deu à raposa uma dose dupla de astúcia.


A história prossegue com um jantar na Osteria del Gambero Rosso. é fantástico que o lugar onde Pinóquio trama o feito com o Gato e a Raposa se chame assim. Na verdade, o lagostim, como todos sabemos, anda para trás: parece que vai para a frente, mas em vez disso anda para trás. E na Osteria del Gambero Rosso as coisas acontecem exatamente ao contrário, acontece o contrário do que se diz.


Janeiro: em campo

«A poeira de Janeiro enche o celeiro»

O trabalho deste mês está reduzido devido ao clima e ao estado vegetativo repousante da natureza. Podemos aproveitar para arrumar os armazéns, limpar e arrumar os equipamentos, organizar futuras sementeiras e plantios.

Frutado. Comece a podar macieiras, pereiras e kiwis, sempre com a lua minguante; é possível plantar novos frutos de caroço. As frutas cítricas são colhidas e, se necessário, os ataques de fungos são tratados com oxicloreto de cobre. 

Vinheto e adega. A poda inicia-se ao ar livre, enquanto na adega é necessário verificar o nível dos tanques e limpar as vasilhas.

Orto. Limpe o solo e prepare as caixas para a semeadura no canteiro: pode começar com manjericão, acelga, couve, alface, cebola, alho-poró, escarola, aipo e abobrinha. Ainda são colhidos repolhos de muitas variedades.

Jardim. Bulbos e rizomas são aterrados; estacas de rosas são preparadas. Para combater as doenças criptogâmicas, borrife as plantas com calda bordalesa (sulfato de cobre mais hidróxido de cálcio). Em caso de seca, regue apenas nas horas mais quentes do dia. 

Usos e alimentos tradicionais

galinheiro - As galinhas voltam a botar ovos, mas os galhados (ou seja, fecundados) devem ser guardados para serem colocados sob as chocadeiras.

Bebida de inverno - Quando nevava, as crianças gostavam de beber uma bebida original, pois não era adequada para o clima de inverno. As mães prepararam um copo de neve com um pouco de vinho e açúcar para o lanche. Ao dissolver com uma colher de chá tornou-se um xarope delicioso para aquela época. 

Nozes, figos secos, laranjas, tangerinas em meias Befana.

Frango cozido para o almoço da Epifania (é aquele que não voltou a botar ovos quando as frangas voltaram a botar em janeiro).

Befanini: biscoitos em formato de coração (befanotti) ou biscoitos em formato de estrela (befane).

Uvas secas, passas (zibibbo) e frutas secas que eram consumidas durante os velórios.

Dedais de farinha doce. Batatas cozidas sob as cinzas. Feijão no frasco.

(Carlo Lapucci)


O repolho preto é um escudo contra a gripe no inverno

Pesquisas recentes confirmam que o repolho preto é útil na prevenção de inúmeras formas de câncer (câncer de cólon, reto, estômago, próstata e bexiga) e é eficaz no auxílio ao tratamento de úlceras gástricas, colite ulcerativa e também formas de gripe. Para isso, a solução mais simples é adicionar algumas folhas de couve às sopas. O ideal seria cozinhar no vapor por 10 minutos, depois bater e adicionar à sopa, às sopas no final do cozimento; assim não dispersa as virtudes curativas.

Uma dica: no inverno você também pode usar como “pesto” com couve preta. 

Prepare as folhas da couve preta, retirando a costela central e junte todos os ingredientes: 400 g de couve preta, 50 g de nozes, 20 g de pinhão, um dente de alho; 5 colheres de chá de azeite, uma pitada de sal. Coloque tudo no liquidificador até obter uma mistura macia e densa. 

Se estiver muito grosso, adicione 1 ou 2 colheres de chá de água. Ideal para temperar um prato de massa ou arroz cozido com água.

Clique para ouvir o texto destacado! Distribuído por Discurso G